Este texto destina-se ao registro da história da Igreja Presbiteriana Marinas Praia Sul, desde o ato de sua criação.”

Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do PAI e do FILHO, e do ESPÍRITO SANTO, ensinando-os a guardar todas as coisas que EU vos tenho ensinado, e eis que EU estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos. Amém. (Mateus 28:19-20)”

O pastor Edinaldo Gilmar Rodrigues Melo pertencia a Igreja Presbiteriana de Pirangi, por ocasião do Encontro de Casais com Cristo (ECC), realizado nos dias 05, 06 e 07 de abril de 2002 no Colégio Estadual Floriano Cavalcante (denominado “FLOCA”).

No dia 11 de maio de 2002, iniciou-se o ciclo de reuniões pós-encontro e, no dia 18 de maio de 2002, houve mais uma reunião, na qual os casais que participaram do ECC trouxeram outros casais que moravam em Capim Macio para participar. O tema apresentado para estudo foi “Como o seu casamento pode ser melhor!”. Ai, nessa mesma reunião, surgiu naturalmente uma amizade/união e com ela o sentimento da necessidade de um acompanhamento.

As reuniões sucediam-se, quinzenalmente, na casa dos irmãos Luiz Machado Junior e Maria de Lourdes Rodrigues Leandro Machado (já conhecidos carinhosamente como Luizinho e Lourdinha – foto) e sob a supervisão do pastor Edinaldo.

O tempo passa e, em 30 de novembro de 2002, o pastor Edinaldo, membro da Comissão Executiva do Presbitério do Sério – cidade de Currais Novos, é convidado pela própria Comissão para abrir um trabalho pelo Presbitério, ou melhor, uma congregação, filiada ao Presbitério do qual ele já fazia parte. Naquele mesmo dia, à noite, durante uma reunião de casais, o pastor Edinaldo expõe a proposta recebida e formula um convite aos presentes. A aceitação é unânime e com isso, no dia 01 de dezembro de 2002, o pastor Edinaldo tem a sua despedida da Igreja Presbiteriana de Pirangi.

Assim nasce a Congregação Presbiteriana Marinas Praia Sul, uma igreja que pensa na família. Esta é uma igreja que nasce para abençoar as famílias da cidade de Natal e, cremos firmemente que esta igreja será uma grande embaixada do Reino de Deus, não só em número, mas em amor, compromisso e comunhão, tendo o seu propósito firmado nos céus. A sugestão do nome é do pastor Edinaldo e o primeiro culto desta igreja é realizado na Rua Industrial João Motta n°1685, no bairro de Capim Macio, Natal – RN sob a direção do Reverendo Edinaldo Gilmar Rodrigues Melo, às 18:00h de domingo, dia 08 de dezembro de 2002, com as presenças dos seguintes irmãos listados abaixo, nesta data histórica, que jamais será esquecida.

E obedecida uma Liturgia, a mensagem do Rev. Edinaldo Gilmar R. Melo foi baseada no texto Sagrado de Atos 20:28 – o tema do sermão foi “A Igreja segundo o Coração de Deus”. Após o sermão, é feito um apelo e para a glória de Deus, duas vidas se entregam ao Senhor Jesus: João Dantas Gonçalves e Masdevália Gadelha de Freitas Gonçalves. A oficialização do nome Congregação Presbiteriana Marinas Praia Sul dá-se em 22 de dezembro de 2002 com a presença da Comissão Executiva do Presbitério Seridó do Rio Grande do Norte. As fotos que se seguem (ver galeria de fotos acima) ilustram e registram os fatos.

A casa dos irmãos Luizinho e Lourdinha torna-se pequena para os cultos dominicais e estes são realizados, agora, no salão da casa ao lado, intitulado de “Viva Recepções”. No entanto, permanecem em sua casa os cultos as sextas-feiras e a parte do departamento infantil, durante os cultos dos domingos. Já os das terças-feiras, são realizados na residência do pastor Edinaldo, rua Alice Azevedo 104 – Capim Macio e os das quartas-feiras, nos lares – células.

A Congregação anseia por um lugar único para reunir suas atividades e, assim, consegue se transferir para o Colégio Executivo a partir do dia 02 de fevereiro de 2003, lá permanecendo até o dia 16 de marco de 2003. A partir de 23 de marco de 2003 continua sua peregrinação. Transfere-se para o Colégio CDF na Avenida Roberto Freire. Durante a permanência no “CDF” houve a perspectiva de doação de um terreno, em Capim Macio, pela Prefeitura do Natal. A doação dependia de um plebiscito junto a moradores que, após a sua realização, teve afastada tal possibilidade. Interessava bastante a Congregação um terreno definitivo, por já fazer parte de um projeto de Igrejas estratégicas e apadrinhadas pela Igreja Renascer de Campina Grande, Paraíba. Em paralelo, um projeto estava sendo elaborado para apresentação ao Plano Missionário Decorativo.

Nos dias 31 de outubro, 01 e 02 de novembro de 2003, com público alvo definido, ou seja, famílias, a Congregação promove um ciclo de palestras com temas de interesse de todas as famílias, para isso foi convidada a missionária Edimeia Williams. O primeiro tema abordado foi o “Cuidado com os filhos”. Depois se seguiram “Relacionamentos quebrados”, “Perdão” e a “Importância da restauração das famílias e lares”.

A Congregação continua em sua procura por um novo local para o templo e, o último culto no Colégio CDF dá-se em 23 de novembro de 2003, quando consegue transferir-se para um galpão que servia de depósito/almoxarifado para a Construtora M. C. Carvalho, situado na rua Francisco Pignataro, 1979, a partir de 30 de novembro de 2003, data em que ocorre o primeiro culto realizado ao ar livre.

O galpão precisava de modificações para transformar-se em Templo. E assim, começa uma pequena reforma visando essa transformação.

Enquanto isso, em 24 de dezembro de 2003, realizou-se a Cantata de Natal. E eis que o culto do Ano Novo foi realizado dentro do atual Templo, com parte das obras já realizada. É digno de citação aqui, o jantar de confraternização do Ano Novo que encerrou o ano de 2003 com uma chuva de bençãos.

Dia 15 de maio de 2004, às 19:30 h, inauguração oficial da Igreja Presbiteriana Marinas Praia Sul. Marcaram presença: Rev. Carlos Alberto Figueiredo (Igreja P. Renascer de Campina Grande – PB), Rev. Osni Ferreira (Presidente do PMC da Igreja Presbiteriana do Brasil), Rev. João Batista de Moura (Presidente do Presbitério Seridó), Rev. Terry Gyger (Igreja Redeemer de Nova York), Rev. Marcos Severo de Amorim (Presidente do Sínodo do RN) e Flávio Ataliba (Presidente do Presbitério Potiguar).